Linux
   Home  |  Notícias  |  Artigos  |  Dúvidas  |  Anuncie  | Comunidades |  Parceiros  |  Contato
Login
Facebook  Twitter
Login


Notícias

Publicado em 11/09/2019 14:54:22

Algumas dicas para se proteger de Ransomware


 
Nos últimos anos, o termo malware sequestrador tem ganhado cada vez mais destaque na mídia quando se fala em ataques na web. Trata-se de um assunto relevante e com muita criticidade para os modelos de negócios. Fato é que as comunicações real-time aceleram bastante as trocas de dados. Porém, é preciso considerar se uma solução de TI tem bugs ou brechas de segurança.
 
Estar atento às tendências tecnológicas de TI é uma tarefa essencial para profissionais que prestam suporte na área. Além disso, é importante também se atualizar sobre as melhores práticas de segurança da informação. Nesse caso, saber como se proteger de ransomware é interessante. Esse cuidado faz parte de uma boa gestão de riscos e pode evitar muitos danos à imagem de uma empresa.
 
O que é ransomware?
O ransomware consiste em um vírus malware que os cibercriminosos instalam nos computadores e dispositivos móveis sem a permissão dos usuários. Assim, consegue-se acessar as tarefas administrativas dos sistemas operacionais e controlá-los a partir de qualquer localidade.
 
Depois de infectadas, as máquinas recebem janelas pop-up com avisos de bloqueio. Para desbloqueá-las, é preciso pagar um resgate. Por isso, é importante ter cuidado com anexos de e-mails suspeitos e mensagens incomuns nas redes sociais. Em casos de um eventual ataque de ransomware, é interessante aplicar técnicas de disaster recovery para evitar danos ainda piores. Conhecer um pouco mais sobre os impactos da LGPD também é uma boa estratégia.
 
Todos esses conhecimentos e esforços em conjunto valorizam a importância do papel do suporte de TI na era do cloud computing. Diante disso, proteger os computadores de uma rede é tarefa essencial para a segurança da informação de um negócio.
 
O criptografador é o ransomware mais comum e também é conhecido como cryptomalware. Nesse caso, a vítima pode acessar o dispositivo infectado, mas não consegue abrir os arquivos. Os bloqueadores travam totalmente o acesso aos computadores porque criptografam toda a tabela de arquivos mestres do disco rígido.
 
Já os doxwares enviam cópias de informações privadas e sensíveis para os hosts do atacante, os quais as utilizam para extorsões. Por fim, scareware é um programa falso que mostra muitas mensagens de erro e de problemas na tela e pede dinheiro de resgate para corrigi-los.
 
Como se proteger de ransomware?
 
1. Crie uma rotina de backups
Os conceitos de restore de dados, de backup e de disaster recovery são muito relevantes para manter as informações de uma empresa protegidas e disponíveis. Nesse contexto, é legal conhecer as melhores soluções para backups de acordo com as demandas, o volume de transações e a criticidade do negócio.
 
Esse cuidado é uma forma de manter cópias seguras e alternativas em casos de eventuais ataques à sua infraestrutura. Para tanto, um inventário de rede também pode ser útil no momento de recuperar os dados sequestrados. Uma boa rotina de backup utiliza tanto mídias físicas quanto servidores na nuvem.
 
2. Monitore as ameaças
O gerenciamento remoto de redes é fundamental para a segurança dos dados da empresa. Trata-se de uma demanda contínua, por isso pode exigir a ajuda de especialistas. Esse acompanhamento de perto deve ser o mais real-time possível.
 
Com isso, consegue-se realizar backups e recuperar-se de um eventual incidente. Adotar soluções SaaS (Software as a Service) pode facilitar muito esse monitoramento, pois os feeds de ameaças transmitem volumes grandes de informações na rede. Para tanto, é preciso saber filtrá-las e aplicá-las corretamente na infraestrutura de TI.
 
3. Atualize os dispositivos regularmente
Um plano de TI eficiente deve prever rotinas periódicas de atualização dos dispositivos da rede. Esse é um cuidado para que equipamentos, aplicativos de backups, máquinas virtualizadas, softwares open source, sistemas operacionais e licenças de utilização de programas estejam sempre com as correções de segurança em dia.
 
Os updates servem justamente para prevenir erros e eliminar brechas de segurança. Nesse contexto, aplicar as boas práticas de gerenciamento de patches pode ser interessante. Com isso, consegue-se gerir com mais praticidade a infraestrutura de TI de um negócio e melhorar os controles internos.
 
4. Proteja as contas de usuários e os access points
Os prestadores de serviços de TI têm um papel crucial para a segurança de dados de um negócio. Por meio deles, consegue-se proteger as contas dos usuários e os access points da rede interna de forma rápida, rastreável e padronizada.
 
O intuito é criar perfis de acesso para uma utilização segura dos sistemas internos e dos hardwares. Para tanto, é legal conhecer um pouco mais sobre os algoritmos de criptografia e assinaturas digitais. Manter o controle dos acessos por meio de logs é uma forma de registrar transações suspeitas no ambiente de rede da empresa e evitar incidentes.
 
5. Recomende a navegação apenas em sites seguros
É muito importante verificar se os sites da web acessados na empresa são realmente seguros. Nesse caso, os navegadores mostram um ícone de um cadeado na barra de status do site. Trata-se do certificado digital SSL (Secure Socket Layer).
 
Assim, consegue-se identificar se uma página acessada é real ou apenas uma fachada criada por criminosos para capturar dados. Por isso, deve-se navegar apenas naqueles endereços confiáveis e já conhecidos.
 
Enfim, essas são as principais informações sobre como se proteger de ransomware. Você pode perceber que não se trata de uma tarefa simples, por isso que contar com a ajuda de técnicos especialistas pode evitar muitos problemas no futuro. A governança e a gestão de TI são dois pilares poderosos para a segurança das informações e podem aumentar a lucratividade de uma empresa no médio e longo prazo.

Fonte: Noticias e Tecnologia

Seja o primeiro a fazer um comentario.




    Logar-se


Links Patrocinados

iCloudWeb - Otimizando Negócios

Impofácil

Bugroon Raízes

Untitled Document

 

Copyright © 2019 SoumaisLinux.com.br . Conteúdo distribuido sob licença GNU FDL