Plantas Repelentes: Como Manter Insetos Longe

Plantas Repelentes: Como Manter Insetos Longe. As temperaturas aumentam e os insetos começam a aparecer dentro de casa.  No entanto, é possível repelir esses insetos de forma natural, sem recorrer a produtos químicos. Plantas como lavanda, boldo e alecrim possuem óleos essenciais que são repelentes naturais de insetos.

Além disso, ter mais de uma planta e utilizar óleos essenciais concentrados pode potencializar o efeito repelente. No entanto, é importante lembrar que os óleos essenciais devem ser utilizados com moderação e de acordo com as indicações de uso. Alguns óleos podem causar irritação na pele ou reações alérgicas em algumas pessoas.

Portanto, é sempre recomendado fazer um teste de sensibilidade antes de aplicar os óleos diretamente na pele. Além disso, é importante guardar os óleos essenciais em recipientes seguros, longe do alcance de crianças e animais de estimação.

Plantas Repelentes de Moscas e Mosquitos

Além dos mosquitos e pernilongos, é possível repelir também moscas e outros insetos indesejados. Plantas como hortelã-pimenta, citronela, lavanda, manjericão e alecrim possuem aromas repelentes que afastam esses insetos.

Essas plantas podem ser cultivadas em vasos próximos a janelas e portas para criar uma barreira natural contra os insetos.

Além do aroma, algumas plantas também possuem propriedades que os mosquitos e moscas não suportam. A citronela, por exemplo, é conhecida por seu poder repelente contra esses insetos.

Basta esfregar as folhas entre as mãos para liberar o cheiro característico que afastará os mosquitos. O manjericão também possui um aroma forte e pode ser uma solução prática para manter as moscas afastadas.

Outras plantas, como a hortelã-pimenta e a lavanda, também possuem aromas repelentes que podem ajudar a manter as moscas e mosquitos longe.

Além de cultivar essas plantas em vasos, é possível utilizar o óleo essencial extraído delas para potencializar o efeito repelente. Basta diluir algumas gotas do óleo essencial em água e borrifar nas áreas onde os insetos costumam aparecer.

Plantas Repelentes de Moscas e MosquitosPropriedades Repelentes
Hortelã-pimentaAroma forte que afasta moscas e mosquitos
CitronelaAroma característico que repele mosquitos
LavandaAroma suave que afasta moscas e mosquitos
ManjericãoAroma forte que mantém as moscas distantes

Repelindo insetos naturalmente

Reprimir moscas e mosquitos de forma natural não só mantém a casa livre de produtos químicos, mas também cria um ambiente mais saudável. Além disso, cultivar essas plantas repelentes pode ser uma atividade relaxante e gratificante.

 

Plantas Repelentes de Vespas

As vespas podem ser uma presença indesejada no jardim, mas algumas plantas podem ajudar a afastá-las de forma natural. Uma excelente opção é a planta do absinto, conhecida por seu aroma forte e desagradável para as vespas.

Além disso, ervas aromáticas como louro, jasmim, manjericão, hortelã e erva-doce também possuem propriedades repelentes que podem ajudar a afastar as vespas.

Essas plantas emitem odores que as vespas não gostam, tornando o ambiente menos atraente para elas.

Cultivar essas plantas no jardim ou em vasos próximos às áreas frequentadas pelas vespas pode criar uma barreira natural que ajuda a afastá-las.

Além disso, é importante manter a limpeza do jardim, removendo alimentos e atrativos que possam atrair as vespas. Evitar deixar resíduos de alimentos expostos e limpar áreas onde há acúmulo de lixo ou restos de comida também ajuda a reduzir a presença desses insetos.

Abaixo está uma tabela com algumas das plantas repelentes de vespas:

Plantas Repelentes: Como Manter Insetos Longe

PlantaAroma
AbsintoAroma forte e desagradável para as vespas
LouroAroma forte e repelente para as vespas
JasmimAroma doce que as vespas não gostam
ManjericãoAroma intenso que afasta as vespas
HortelãAroma refrescante que as vespas evitam
Erva-doceAroma doce e repelente para as vespas

Ao utilizar plantas repelentes de vespas, lembre-se de cultivá-las em locais estratégicos e prestar atenção ao cuidado adequado de cada espécie.

Além disso, é importante ressaltar que a utilização dessas plantas pode ajudar a afastar as vespas, mas não garante uma proteção completa.

Caso haja infestações ou problemas graves com vespas, é recomendado buscar a orientação de profissionais especializados para manejo e controle desses insetos.

Veja Também: 

Aprenda a Fazer Repelentes Caseiros Eficazes

Plantas Repelentes de Pombos

Os pombos podem ser uma praga no jardim, mas existem plantas que podem ajudar a afastá-los de forma natural e segura.

Embora não haja plantas que repilam os pombos sozinhas, é possível utilizar produtos que liberam odores de citrinos e ervas aromáticas para mantê-los afastados.

Uma opção eficaz é utilizar plantas como hortelã, que possui um aroma forte e desagradável para os pombos. Outras plantas que podem ser úteis incluem alecrim, salsa, tomilho e lavanda. Essas plantas podem ser cultivadas em vasos ou canteiros próximos às áreas onde os pombos costumam frequentar.

Além das plantas, também é possível usar produtos repelentes específicos para afastar os pombos. Esses produtos geralmente contêm ingredientes como ácido metilaminobenzoico, que emite um odor desagradável para os pombos.

No entanto, é importante utilizar esses produtos com cuidado, seguindo as instruções do fabricante, e evitando o uso excessivo para não prejudicar outros animais ou o meio ambiente.

Plantas Repelentes de Pombos:

PlantaAroma
HortelãFortemente aromático
AlecrimAroma herbal
SalsaAroma picante
TomilhoAroma herbal
LavandaAroma floral

Lembre-se de que, embora as plantas repelentes possam ajudar a afastar os pombos, é importante adotar medidas adicionais para controlar a presença dessas aves.

Isso inclui a limpeza regular de áreas onde os pombos costumam pousar, a utilização de dispositivos físicos de repelência, como espinhos ou fios tensionados, e o bloqueio de possíveis locais de nidificação.

Quando as Plantas Repelentes não são Suficientes

Embora as plantas repelentes sejam uma opção natural e segura para manter os insetos longe de casa, em alguns casos elas podem não ser suficientes no controle das pragas. Nessas situações, pode ser necessário recorrer ao uso de inseticidas naturais ou químicos.

No entanto, é importante utilizá-los com moderação e de forma segura, evitando prejudicar insetos benéficos como as abelhas e joaninhas.

Um tipo de inseticida natural eficaz contra insetos e pragas é aquele à base de piretrinas naturais, que são obtidas a partir da planta Crisântemo cinerariaefolium.

Esse tipo de inseticida apresenta baixa toxicidade para seres humanos e animais de estimação, além de ser capaz de controlar uma ampla variedade de insetos, como moscas, mosquitos, formigas e pulgas.

É importante seguir as instruções de uso e dosagem dos inseticidas, evitando aplicá-los em excesso e de forma indiscriminada. Além disso, ao utilizar inseticidas químicos, é recomendado utilizar equipamentos de proteção individual, como luvas e máscaras, para evitar a exposição direta aos produtos químicos.

 

Tipos de Inseticidas Naturais e Químicos

Existem diferentes tipos de inseticidas naturais e químicos disponíveis no mercado. Além das piretrinas naturais, outros ingredientes ativos comumente encontrados em inseticidas incluem a permetrina, o deltametrina e a cipermetrina.

Esses ingredientes podem ser eficazes contra uma variedade de pragas, mas é importante seguir as instruções do fabricante e utilizar os produtos de acordo com as recomendações específicas para cada tipo de praga.

InseticidaTipoPragas Controladas
Inseticida à base de piretrinas naturaisNaturalMoscas, mosquitos, formigas, pulgas
PermetrinaQuímicoFormigas, pulgas, carrapatos
DeltametrinaQuímicoPercevejos, pulgas, piolhos
CipermetrinaQuímicoMoscas, mosquitos, baratas

Ao utilizar inseticidas, é importante respeitar o período de carência, que é o tempo que deve ser esperado entre a aplicação do produto e a colheita de alimentos. Isso garante que não haja resíduos tóxicos nos alimentos consumidos.

Em resumo, embora as plantas repelentes sejam uma opção preferível para o controle de insetos e pragas, em alguns casos o uso de inseticidas naturais ou químicos pode ser necessário.

Nesses casos, é fundamental utilizar esses produtos com cuidado, seguindo as instruções do fabricante e evitando a exposição desnecessária a produtos químicos.

Conclusão

As plantas repelentes são uma forma natural e segura de manter os insetos longe de casa. Plantas como lavanda, boldo, alecrim e hortelã-pimenta possuem propriedades repelentes que afastam mosquitos, pernilongos, vespas e outros insetos indesejados.

Além disso, é possível utilizar óleos essenciais concentrados para potencializar o efeito repelente. Cultivar essas plantas em vasos espalhados pela casa ou no jardim pode ajudar a criar uma barreira natural contra as pragas.

No entanto, se as plantas repelentes não forem suficientes, é possível recorrer a inseticidas naturais ou químicos, sendo importante usar esses produtos com moderação e de maneira segura. Lembre-se de evitar prejudicar insetos benéficos, como abelhas e joaninhas, ao utilizar inseticidas.

Mantenha um equilíbrio entre a proteção contra os insetos indesejados e a preservação da fauna benéfica ao meio ambiente.

Portanto, ao invés de recorrer a produtos químicos, experimente optar pelas plantas repelentes e óleos essenciais para manter os insetos afastados.

Afinal, além de serem uma solução eficaz, as plantas trazem beleza e frescor aos ambientes. Crie um jardim repelente e desfrute de um ambiente livre de insetos, de forma natural e amigável ao meio ambiente.

 

Posts Similares